Trabalhadores da Educação são incluídos como prioridade do Plano Nacional de Imunização

Written by on 28 de maio de 2021

Os trabalhadores da educação são incluídos em grupos prioritários do Plano Nacional de Imunização. O anúncio foi feito pelo governador João Azevedo (Cidadania). Ele sempre defendeu a inclusão dos profissionais de educação nos grupos prioritários do Plano Nacional de Imunização contra Covid-19, o que foi acatado pelo Ministério da Saúde.

“Acaba de ser aprovado o início da vacinação dos trabalhadores da Educação como prioritários do Plano Nacional de Imunização. Esse é um passo importante para que se possa voltar às aulas presenciais com mais segurança. Vamos em frente. Continuem se cuidando”, diz a publicação.

No último dia 25 de maio, o Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) determinou a suspensão da vacinação contra Covid-19 para trabalhadores da educação no município de João Pessoa, na Paraíba. A decisão atendeu um pedido do Ministério Público Federal (MPF), por meio da Procuradoria Regional da República (PRR) em Recife.

De acordo com a decisão, a vacinação deverá manter a ordem de prioridade do Programa Nacional de Imunizações (PNI) em João Pessoa, com relação à vacinação contra a covid-19. Segundo o PNI, é preciso garantir a imunização de 90% de cada grupo prioritário antes de avançar para outros grupos.

A autorização foi do Ministério da Saúde (MS), por meio da Comissão Intergestores Tripartite do SUS (CIT), instância deliberativa.

Cidades como João Pessoa, Cabedelo e Bayeux já tinham começado a vacinação desses trabalhadores, mesmo sem essa aprovação.

Isso porque estavam usando doses “ociosas” de grupos anteriores para avançar. Em alguns grupos, por exemplo, a vacinação não tinha atingido 50% da meta, segundo o Ministério Público Federal.

Com a decisão, o MS autoriza que todas as cidades façam o mesmo que João Pessoa, mas, agora, o MS vai se responsabilizar a enviar doses específicas para esses profissionais da educação, nas próximas remessas.

Em outras palavras, o que a Comissão do SUS (CIT) fez foi autorizar que as novas doses enviadas aos estados e municípios sejam usadas para vacinação dos trabalhadores da educação dos Ensinos Infantil, Fundamental, Médio e Superior.

 

Fonte: PB Agora


Reader's opinions

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


Current track

Title

Artist