AO VIVO

Pombal e outras cidades do sertão paraibano lideram aquisição de energia solar com o FNE Sol do Banco do Nordeste

A mudança da matriz energética de empreendimentos comerciais e residenciais tem destacado as cidades do sertão paraibano entre as que mais realizam operações com o Banco do Nordeste para essa finalidade. Por meio da linha FNE Sol, empresários e clientes das cidades de Cajazeiras, Itaporanga, Monteiro, Pombal, Patos, Catolé do Rocha e Sousa lideram a aquisição de sistemas de minigeração de energia própria com adoção de painéis fotovoltaicos.

Além das cidades sertanejas citadas, a capital João Pessoa também integra a base das informações, em volume de contratações, com essa modalidade de acesso a crédito. As oito cidades somam mais de R$ 4,7 milhões em recursos aplicados para implantação de sistemas de minigeração de energia. Os dados do Banco do Nordeste são referentes ao período de janeiro à primeira quinzena junho de 2024.

No Centro de Cajazeiras, a empresária Elizete Bezerra possui uma lanchonete e confeitaria, em espaço que divide com uma residência. Ao avaliar o custo-benefício do investimento, a cliente decidiu implantar um sistema de painéis solares para atender duas unidades residenciais. A conta de energia que somava R$ 613,74 reduziu para R$ 140, após a implantação, em janeiro de 2024. “O investimento beneficiou duas residências e a minha atividade de confeitaria. Como tem o prazo estendido para pagamento, eu pretendo investir em alguns materiais e equipamentos para melhorar as vendas”, destaca a cliente Elizete.

Até o fim do ano, o Banco do Nordeste disponibilizará pelo menos R$ 10 milhões para implantação de sistemas de minigeração de energia, em toda a Paraíba. A análise dos projetos para empresas e pessoas físicas de áreas urbanas e rurais leva em consideração a média de consumo de energia do estabelecimento, de forma que a parcela do financiamento seja equivalente à conta paga pelo proprietário.

Na jurisdição de Cajazeiras, que exemplifica o sertão paraibano onde todos os municípios registram alta incidência solar que favorece o financiamento, a gerente da agência Kamilla Nouri destaca as condições oferecidas pelo FNE Sol. “O financiamento é vantajoso, pois gera economia e permite o planejamento e execução de novos investimentos. Além disso, temos um trabalho de apresentar nossa formatação de crédito às empresas que trabalham com elaboração desses projetos, de forma que evidencia o custo-benefício para os parceiros e os clientes”, explica.

A linha de crédito FNE Sol atende a empresas, produtores rurais e pessoas físicas, que podem financiar todos os componentes dos sistemas de micro e minigeração de energia elétrica fotovoltaica, eólica, de biomassa ou pequenas centrais hidroelétricas (PCH), bem como sua instalação. A depender do porte da empresa e do projeto a ser financiado, os prazos de carência podem chegar a até seis meses e o tempo para quitação das parcelas pode chegar a até 12 anos.

 

Fonte: Portal da Capital

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens relacionadas

Contato

departamento comercial

(83) 99891 - 1069
(83) 99979 - 7945

Sobre nós

Em 3 de Abril de 1982, um sabado á tarde, foi inaugurada em Pombal – PB foi inalgura a primeira estação de radiofusão convencional…

Veja completo