AO VIVO

Paraíba terá 3,2 mil casos de câncer de pele em 2023; protetor solar previne doença

Dos 706 mil novos casos de câncer que devem surgir no Brasil entre 2023 e 2025, 31,3% são de câncer de pele não melanoma. A estimativa é do Instituto Nacional de Câncer (Inca), que prevê ainda 3.320 casos da doença na Paraíba para o próximo ano. Com a chegada iminente do verão, o cuidado com a exposição solar deve ser ainda maior.

É o que recomenda o dermatologista do Hapvida Notredame Intermédica, Diogo Pazzini. Ele ressalta que algumas pessoas devem ter mais atenção na prevenção ao câncer – quem tiver pele clara, casos na família de câncer de pele, além de quem se expõe com mais frequência ao sol – seja para lazer ou trabalho.

Isso porque, apesar de ser importante para a saúde, o sol em excesso pode causar danos à pele. Quando os raios ultravioleta atingem a pele, são capazes de alterar as células e causar envelhecimento precoce, lesões nos olhos e câncer de pele.

Sem soluções milagrosas ou dicas exageradas, o especialista ressalta a importância de um cuidado simples e já muito divulgado: o uso regular do protetor solar. A fórmula, que bloqueia os efeitos dos raios solares na pele, é a principal ferramenta na prevenção deste tipo de câncer.

“Ele deve ser usado todos os dias; sendo aplicado de manhã e no horário de almoço. Quando for à praia, piscina, ou em atividades ao ar livre, o protetor deve ser aplicado de duas em duas horas. Chapéu e óculos de sol também são recomendados nessas programações”, explica.

A partir dos seis meses de idade, a criança também já pode utilizar o produto. Para aumentar a proteção da pele, o indicado pelo médico é que as pessoas evitem se expor entre 10h às 16h, horário em que o sol é mais intenso, podendo causar queimaduras e desconfortos.

Alerta 

O especialista pede que as pessoas se atentem às manchas ou sinais na pele que tenham dificuldade de cicatrização; pintas que mudaram de formato e tamanho e lesões que sangram. A consulta ao dermatologista direciona o tratamento, além de ser capaz de identificar marcas que podem ser ignoradas pelo paciente.

Tipos de câncer de pele

Os principais tipos de câncer são o carcinoma espinocelular e o carcinoma basocelular, que são ‘não melanoma’, e o melanoma. O último é o considerado mais grave, pois pode se espalhar para outras partes do corpo e ainda apresenta alta taxa de mortalidade.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens relacionadas

Contato

departamento comercial

(83) 99891 - 1069
(83) 99979 - 7945

Sobre nós

Em 3 de Abril de 1982, um sabado á tarde, foi inaugurada em Pombal – PB foi inalgura a primeira estação de radiofusão convencional…

Veja completo