Com “baterias recarregadas”, Mercedes volta das férias e encara GP da Bélgica “sem favoritos claros”

Written by on 21 de agosto de 2018

As férias da F1 estão chegando ao fim e é hora de voltar às atividades da segunda metade do campeonato de 2018. Líder da temporada no Mundial de Construtores, a Mercedes volta com as energias recarregadas, mas sabe que, principalmente por conta da dura batalha contra a Ferrari, não vai ser fácil vencer sempre, desde partindo do GP da Bélgica, neste fim de semana, até o destino final do ano, Abu Dhabi, em novembro. Por esse motivo, Toto Wolff encara Spa-Francorchamps como a oportunidade de começar bem o segundo semestre e largar na frente para a parte final da competição.

“Depois de cinco corridas em seis semanas antes das férias de verão, o intervalo veio na hora certa, nos dando a oportunidade de recarregar um pouco as baterias e voltar à pista para o que será uma segunda metade da temporada muito disputada. Tanto o campeonato de pilotos como o campeonato de construtores estão muito apertados e espero que seja uma batalha emocionante até Abu Dhabi”, afirmou.

De olho no próximo fim de semana, Wolff reconhece — assim como já aconteceu outras vezes na temporada — que o circuito difícil pode pôr em xeque o favoritismo da equipe tetracampeã, mas a intenção é sempre colocar o time no seu máximo para voltar com a vitória. O austríaco também sabe que, nem sempre, os favoritos levam a melhor no fim de semana.

“Nossa primeira parada depois das férias de verão é Spa, um circuito histórico que tem sido palco de algumas das corridas mais espetaculares da história da F1. Curvas como a Eau Rouge são conhecidas por torcedores de todo o mundo, e a corrida sempre atrai uma multidão enorme e entusiasmada”.

“Do ponto de vista da equipe, o circuito é bastante complicado, já que não é fácil encontrar os acertos corretos em uma pista que tem retas longas, mudanças de elevação significativas e curvas de alta velocidade. Você quer ter downforce suficiente para ser rápido nas curvas, mas, ao mesmo tempo, não tendo muita resistência ao ar para longas retas”, acrescentou.

Ainda assim, a Mercedes deixa em aberto o que pode acontecer e prefere não arriscar nenhum palpite. O time se prepara para combater uma forte Ferrari na pista e está ciente de que a escuderia de Maranello vai estar tão forte quanto eles, já na primeira etapa pós-pausa.

“É muito difícil fazer previsões para Spa. Se esta temporada me ensinou alguma coisa, é que não há favoritos claros em cada circuito e que o carro que vence nem sempre é o mais rápido. Em vez disso, o equilíbrio competitivo muda de pista para pista”, comentou Toto.

“O que está claro é que nossos rivais pressionam muito e temos uma grande luta na mão, por isso precisamos seguir focados e abordar a temporada corrida a corrida. 2018 promete ser uma temporada sobre a qual vamos falar nos próximos anos e queremos voltar e competir novamente”, encerrou o dirigente-chefe da equipe protagonista da F1 em 2018.

Fonte: Grande Prêmio


Reader's opinions

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


Current track

Title

Artist