‘Claro que tava gostando’, diz padre sobre criança de 10 anos vítima de estupro no Espírito Santo

Written by on 21 de agosto de 2020

Insultos publicados por um padre referentes à criança de 10 anos estuprada pelo tio no Espírito Santo geraram indignação entre moradores do município de Carlinda (MT). Identificado como Ramiro Perotto, ele escreveu no Facebook que a vítima, abusada sexualmente por quatro anos, “gosta de dar”.

As postagens já foram deletadas e o padre excluiu seu perfil, mas capturas de tela foram registradas e continuam circulando pela web. Os comentários dele foram feitos em meio a uma conversa sobre o caso da menina, que após ter engravidado, passou por um procedimento de aborto, respaldado pela legislação, permitindo a interrupção da gravidez a vítimas de estupro, em caso de risco de morte à mãe e se o feto for anencefálico. A criança nesta situação se enquadrou nos dois primeiros itens.

O padre Ramiro, porém, demonstrou discordar que a criança fosse uma vítima de abuso sexual.

“Vá defender isso em outro lugar. Você acredita que a menina é inocente? Acredita em papai noel também? 6 anos, por 4 anos e não disse nada. Claro que tava gostando. Por favor kkkk, gosta de dar, então assuma as consequências”, escreveu ele. “Duvido uma menina ser abusada com 6 anos por quatro anos e não falar. Aposto minha cara. Ela compactuou com tudo e agora a menina é inocente kkkk. Gosta de dar, então assuma as consequências”.

Após a repercussão nas redes sociais, gerando indignação entre internautas, que criticaram a fala do padre, ele se manifestou novamente, desta vez com um pedido de desculpas. Em nota enviada ao “Mato Grosso Ao Vivo”, nesta quinta-feira, dia 20, Ramiro assumiu a autoria das postagens e reconheceu ter “proferido palavras desagradáveis”.

Procurada, a Diocese de Sinop ainda não enviou uma resposta, assim como a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Leia abaixo, na íntegra, o pedido de desculpas do padre Ramiro Perotto:

“Caríssimos. Eu, Pe. Ramiro José Perotto, pároco na Paróquia São Paulo Apóstolo, Carlinda, MT, venho por meio desta dizer-vos que assumo toda a responsabilidade de três postagens em meu Facebook sobre a defesa da vida, no caso do aborto ocorrido no último dia 17.

As postagens foram excluídas por mim mesmo quando percebi inúmeros comentários que atacaram a minha defesa. Assumo a responsabilidade de ter proferido palavras desagradáveis, e justifico que compartilho da defesa da vida, nunca condenar e tirar julgamentos.

Não foi minha intenção proferir palavras de baixo calão, as quais não comungam com minha fé e minha crença na pessoa humana.

Àqueles que se sentiram ofendidos, só resta meu pedido de perdão. Excluí meu facebook por não querer mais ofender e ser ofendido. Precisamos ser fraterno. Sempre peguei isso.

As vezes que não fui, que Deus me perdoe. Lutemos pela vida, ela é dom de Deus. “Eu vim para que todos tenham vida, e a tenham em abundância” Jo. 10,10

Pe. Ramiro José Perotto/Pároco de Carlinda – 20 de agosto de 2020″

 

 

Fonte: Extra


Reader's opinions

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


Current track

Title

Artist