Maranhão confirma Manoel Jr do PSC como um dos seus pré-candidatos ao Senado

Escrito por em 10 de julho de 2018

O senador José Maranhão, pré-candidato ao governo do Estado pelo MDB, confirmou, ontem, o nome do vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior (PSC), para uma das vagas ao Senado na sua chapa nas eleições de outubro. Manoel Júnior ainda não confirmou que tenha sido firmada a aliança do PSC, presidido pelo ex-senador Marcondes Gadelha, com o MDB, apesar de Maranhão assegurar que os entendimentos evoluíram positivamente e que o PSC vai mesmo se coligar com ele. Maranhão salientou que o partido prossegue as conversações com outras legendas para a definição do segundo nome ao Senado.

O pré-candidato do MDB, há dois dias, confirmou o advogado Bruno Roberto, do PR, na vaga de vice na sua chapa. Com isto, selou o apoio do deputado federal Wellington Roberto, presidente estadual da legenda, e de prefeitos e outras lideranças à sua postulação ao Palácio da Redenção, além de reforçar o tempo no Guia Eleitoral no rádio e na televisão. Especula-se que a outra vaga ao Senado na chapa maranhista possa ser tratada com o Progressistas, com prioridade para a indicação da deputada estadual Daniella Ribeiro, que também seria cortejada pelo esquema do governador Ricardo Coutinho, vinculado à pré-candidatura do ex-secretário João Azevedo ao governo do Estado.

Manoel Júnior prognosticou que ainda esta semana haverá uma definição sobre sua candidatura ao Senado, conforme sinalização que teria sido feita pelo ex-senador Marcondes Gadelha. O único pedido que Júnior formulou a Marcondes Gadelha foi o de que a possível candidatura dele ao Senado esteja posta em uma chapa de oposição. “Isto está sendo conduzido diretamente pelo presidente Marcondes Gadelha. Minha preferência é fazer minha campanha ao Senado dentro do campo das oposições, já que é pública e notória a minha postura crítica em relação à administração de Ricardo Coutinho”, pontuou o vice-prefeito de João Pessoa. Este ano foi marcado por reviravoltas na trajetória do vice-prefeito da Capital.

Em primeiro lugar, Manoel Júnior desfiliou-se do MDB, pelo qual havia sido eleito em composição com o esquema de Luciano Cartaxo na disputa municipal de 2016. Na sequência, Júnior apostou fichas numa eventual candidatura de Luciano ao governo do Estado, o que lhe possibilitaria ascender à plenitude efetiva do comando da prefeitura de João Pessoa, tendo, ainda, a chance de se candidatar à reeleição proximamente, já que este é o segundo mandato de Luciano. O cenário político, entretanto, experimentou guinadas espetaculares. O governador Ricardo Coutinho e o prefeito Luciano Cartaxo decidiram permanecer nos cargos até o último dia dos mandatos, abrindo mão de disputar cargos eletivos em outubro. O senador Raimundo Lira, que era do MDB e dele se desfiliou, também desistiu de concorrer à reeleição ao Senado. Luciano lançou o irmão gêmeo Lucélio ao governo, compôs-se com o grupo de Cássio Cunha Lima e ainda espera novidades no decorrer do processo. De uma coisa ele diz não ter dúvida: das chances de vitória da chapa encabeçada por Lucélio Cartaxo.

Fonte: PB Agora com Os Guedes


Opiniões do leitor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


Ao vivo

Maringá FM

Current track
TITLE
ARTIST